O dia dos [meus] namorados - "para não dizer que não falei de flores..."

Eu sei que eu reclamo, eu falo mal, eu xingo eles pelo que sofri, pelo que mentiram, pelo que não fizeram e muito mais.

Mas cabe aqui dizer que eles também, nem que num ínfimo e curto momento [uns mais e outros menos] me trouxeram algo de bom. Me ensinaram alguma coisa, deixaram algo de inesquecível.

Eu aprendi a ouvir boa música.
Tentaram me ensinar a tocar violão.
Enxugaram algumas lágrimas.
Ouviram muitas das minhas reclamações.
Cuidaram de mim quando eu fiquei doente.
Me ensinaram a dirigir, me confiaram seus carros.
Me ensinaram sobre esportes.
Me escreveram cartas.
Assistiram filmes comigo.
Me dedicaram músicas.
Me compraram os presentes mais simples e mais lindos.
Me deram livros.
Me deram chocolates.
Me fizeram sorrir.
Leram meus textos.
Levantaram meu astral.
Me acharam bonita.
Comeram minha comida.
Me ouviram cantar na carona de seus carros.
Me olharam nos olhos.
Riram das minhas piadas.
Me envolveram em seus braços.
Dormiram comigo de conchinha.
Me consolaram.
Viajaram comigo.
Fizeram planos comigo.

Dora Delano não existiria ou seria mais tediosa sem todos vocês meninos.

Muito Obrigada.

;)

4 comentários:

Mariela Tomás disse...

Tudo que acontece na vida tem um lado bom e um lado ruim. A frase mais perfeita que já ouvi é que "Nada acontece por acaso". E é verdade! A gente pode não entender na hora(o que seria muuuito bom e mais fácil), mas as vezes é preciso tempo pra gente aprender certas coisas.
Adorei esse post!!!
:)
beijo

Anônimo disse...

"Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu VIVI"...E viva os ex-namorados!
Lia Nandhe

donluidi disse...

definitivamente preciso te conhecer. Todas as pessoas que passam por nossa vida deixam algo incrustado em nossa mente, são aprendizagens que todos temos e quem não tem, não vive. Beijo

Dora Delano disse...

Don, Quando passar aqui por Burkina Faso, é só telefonar! Chopp! ahauhauhaa