Bosquejos

Venho tendo problemas para escrever.
Só faço rascunhar.

Comecei a perceber que a incompletude dos meus textos é o dado mais aparente do meu atual estado, por isso os publico como estão.


"o copo meio vazio...

...vivendo a contra gotas."

........................

"somos sós. E até essa afirmação no plural não exemplifica nossa solidão.

Nascemos sós. Até os gêmeos nascem sós. Um de cada vez, empurrados pela maturidade de seus corpos. Quase expulsos pelo corpo da mãe. Choram sós."

........................

"Todas as forças do meu corpo para sustentar o contrato que firmamos.
Por vezes eu não respiro e nem percebo que seguro a respiração para impedir o apego de sair. Tento contraí-lo com todos os órgãos do meu corpo.

Dói.

O apego é como um polvo que empurra tudo por todo lado e cresce. Estou perdendo o ar. Vou desfalecer.

Não sei dizer se passo mais tempo dominando esses impulsos ou sob em seu domínio.

Eu acredito no contrato? Ou acredito que só por meio dele podemos ficar juntos? Ele é meio ou ele é fim?
Sustentarei?"

........................

"você fica com alguém. você gosta. você se interessa. você quer ficar com essa pessoa novamente. Qual o próximo passo? Não demonstrar. finja. corra. olhe pro outro lado. conte para essa pessoa sobre relacionamentos anteriores. fale que você sai, faz e acontece. apresente seus amigos mais sem noção.

Assim, reza a lenda, a pessoa correrá atrás de você cegamente.
o ser humano se interessa pelo inalcançável, pelo desafio, pela dificuldade.
o homem quer aquilo que ele não pode ter.

jogue jogo."

........................

"eu deveria comer, mas não tenho fome.
E quando estou com sono, não consigo dormir.
Minha boca está seca, mas eu não tenho sede.
Então eu corro, mesmo estando cansada.
Seco as lágrimas no vento e meus olhos vermelhos nublam minha visão."

2 comentários:

Nerito disse...

Bonito. Às vezes me esqueço de como sou humano, de como não sei absolutamente nada, nem mesmo sobre minha pessoa.

Relacionamento? Rs... olha só que palavra embolada, cheia de laços. Não tem jeito, é algo complicado mesmo.

Enquanto isso, a gente joga. Se não é com a outra pessoa, é com a gente mesmo... rsrsrs...

Fefa Rodrigues disse...

Gostaria de conseguir, assim com vc, colocar em palavras tudo que sinto... enquanto não consigo, me encontro em seus textos!!!!