Procrastinação (ou a vida cotidiana de qualquer estudante)

Ainda bem que eu não to namorando, nem ficando, nem dando, nem nada. Se não aíiii que eu não acabava esse trabalho mesmo!
E se eu contar que estou com quase 20 dias de atraso?
E que o pânico da última hora dessa vez não fez nem cosquinha na minha sem-vergonhice?

Pedi adiamento. Fui lá e pedi. Mas não devia ter pedido. Agora a culpa ganhou mais uns dias para aparecer. E ela tem demorado.

Vou terminar hoje.
Falei isso ontem.
E tenho a impressão que anteontem também.

E isso me deixa tão estressada.
E eu somatizo tudo!
Mau humor.
Um milhão de dermatites que eu nem sabia que existiam.
To empolada. To um dálmata.

Chego em casa depois de um dia de pesquisa.
Perae que eu vou checar rapidinho o facebook.
Ligo a TV. Deixo no mudo. O som me atrapalha. A imagem me faz companhia.

Loguei no MSN. Fica mais fácil ver o email. [aham, Cláudia, senta lá...]
Leio todos os emails. Abro todos os power points que meu pai me manda.
Tantas mensagens de superação e eu não consigo terminar um trabalho final de disciplina de 10 laudas.
Fecha o email.
Melhor deixar aberto. Vai que... A aba do facebook, eu nem pensei em fechar.

Alguém me chama no MSN. Foi-se o tempo em que as pessoas acreditavam no seu status "ocupado". Começa um debate.
Tudo ideológico. Tudo abstração. Ninguém sai vencedor.
Mas todo mundo sai menos convicto que entrou.

Deixa eu voltar pro trabalho. Deixa eu reler para continuar a mesma ideia.

Isso tá uma merdaaaaa. Mas é o que eu tenho. Eu vou terminar isso hoje.
Eu li que tomar sol é bom para ajudar a curar minhas perebas de estresse.
Será que vai fazer sol amanhã? Abro o google. Digito "sol".
Porra, Dora, quer ver se o sol postou no blog dele que amanhã ele aparece?

"previsão do tempo". Vai fazer sol. Beleza.
Relógio. 3 da manhã.
E o trabalho?

Eu vou terminar hoje.
Hoje só acaba meia noite.
Dá tempo.
Vou dormir.

7 comentários:

Mariela Tomás disse...

É Dora esse negocio de deixar pra depois não fazia parte de mim. De uns anos pra cá, esse negócio não quer me deixar.
Tenho que confessar que era muito mais feliz quando não deixava nada pra depois. Tá na hora(passou um pouquinho, mas..) de voltar a ser feliz.
Não adianta eu querer falar ou culpar as pessoas a minha volta que sempre deixam tudo pro outro dia e por isso eu passei a ser assim.
Só sei que cansei de me deixar levar pelo: "amanha eu faço".

Amanha começo uma nova fase... kkkk
Beijocas

Nerito disse...

Não fica assim, Dora. O ser humano é um procrastinador por excelência. Todos nós somos. Se eu te disser que há mais de 16 anos eu tento terminar um livro, você acredita?

Will e Fá disse...

Ei Dora,
Ando assim com meu trabalho.
To sempre empurrando para o dia seguintes as coisas. Meu gerente já me chamou atenção uma porrada de vez e toda segunda eu venho trabalhar jurando que vou mudar a postura, mas...rsrs
Você não é a única!

Beijos,

Lia Nandhe disse...

Ri alto lendo esse texto. Foi uma mistura de "te ver dizendo isso" [palhaça como eh] e me ver fazendo isso, every single day, mesmo depois de ter terminado o mestrado...agora mudei de ramo, é no trabalho mesmo, nada muda. Affff
ps: Aquela história que você me contou ontem da sua pesquisa precisa ser publicada!

Dora Delano disse...

Meus queridos amigos, venho dizer que eu não consegui dormir. A insônia me pegou pelo braço e falou: termina saporra!

E eis que às 6:30 [realmente fez sol, gente!] eu terminei essa budega.

Mariela, eu não falo mais nada com você. Pq eu falo mto, né, nao?

Nerito, 16 anos??? Nossa... eu to há 4 dias fazendo esse trabalho e já não aguentava mais olhar para ele.

Fá, eu sou assim todo semestre.

Lia, a história foi contada de forma espontânea. Já não lembro mais das piadinhas.. ahauauah

doce amargo. disse...

É, é sempre assim!

donluidi disse...

Também já passei por esta fase, altas madrugadas na companhia do meu velho computador, queria eu que fosse uma companhia feminina (rs).