as faces do fim

- mas eu acho que dessa vez não tem volta...

É assim o início do fim. Pro fim mesmo a gente não acha, a gente sabe. Se perguntam se não tem volta, você responde um simples e confiante NÃO. Uma negativa na qual você acredita. Você chegou ao seu fim. E dali não nasce nada.

Agora se você diz "eu acho que dessa vez não tem volta" é porque tem. Você gostaria do fundo do seu coração que não tivesse. Você torce para que internamente haja a força necessária para isso ser verdade. Mas você sabe que não é.

E encontra. E diz que é a última vez. "Não, foi só um reencontro, uma despedida". E aquilo estranhamente se repete. E quando você vê é namoro de novo. Ou é uma putaria qualquer da qual você não se liberta.

É um fio, quase um cordão umbilical que alimenta sua fraqueza, sua incapacidade... sua carência. Seu medo de ficar só. Seu medo que ninguém nunca mais te ame ou deseje.

E aquilo se arrasta. E você carrega esse fardo. Pesa. Marca. Debilita.

E a gente nunca sabe qual fio dessa bomba relógio irá desarmar a bomba ou causar a explosão que, aí sim, termina tudo.

E, enfim, é fim.

3 comentários:

don luidi disse...

Entre indas e vindas, vindas e indas vamos vivendo a vida colhendo coisas boas para o nosso dia.

Ás vezes precisamos ter força para cortar o cordão umbilical que nos prende ao tempo, ao ciclo que vivemos.

Nerito disse...

Acho que muito do sofrimento da gente é auto-infligido. Eu já passei por isso uma vez. Descobri que o melhor era correr da bomba e deixá-la explodir longe de mim. Explodiu...

Suzi disse...

Oie.

Acredito passar por isso!

E temo ficar nesse chove não molha, indefinidamente!

E cadê coragem para chutar tudo e engolir a tristeza do fim sozinha!???


(...)