Eu podia escrever um livro hoje ou não escrever nada. Não ia fazer diferença.
Todos os dias as palavras que me preenchem não são as mesmas que me deixam...


"...e uma rainha sentada sozinha em frente a uma mesa
planejando a tão sangrenta batalha
por seus generais, desacreditada
mas ainda movendo exércitos numa tentativa (vã) desesperada
de conquistar uma terra
que quer tudo!
menos ser conquistada...
sacrificando soldados
fechando os olhos pra não ver
que certas coisas simplesmente
não foram feitas pra ser..."

3 comentários:

Lia disse...

Ou foram feitas pra ser, e logo passar...as travessias geralmente são difíceis.

Fefa Rodrigues disse...

Dora... o trecho ali no cabeçalho é de Cem Anos de Solidão???

Nerito disse...

Esse trecho ficou martelando em minha mente, enquanto eu pensava em quanto o que você escreveu logo no início é verdade, talvez para todos nós...